segunda-feira, 8 de maio de 2017

BRUT

Faca bruta e sem acabamento (rústica), feita sob encomenda;










Detalhe da logo, quase imperceptível;



Aço 1070, sendo 25 cm de lâmina, cabo 13,5 (incluindo quebra coco), total de 38,5 cm, largura máxima da lâmina 4,7 cm, largura na guarda 5,2 cm, espessura 5 mm.
Sem mais, grato a todos e, como sempre digo apreciem sem moderação mas usem com muito cuidado.

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

BLACK


Em sua bainha



 Vista lateral direita








Vista lateral esquerda



Invertida



Detalhe da logo



Pino mosaico em cobre recheado com inox e latão



Quebra côco



Contra fio longo, perfeito e extremamente equilibrado





Sua majestade: a bainha



Faca confeccionada em aço carbono 1070; medindo 29,5 cm de lâmina; 14 com de cabo; 27,5 cm de área de corte; 21,5 cm de contra fio; 6,5 cm de largura máxima de lâmina e 4,5 mm de espessura máxima; cabo confeccionado em louro faia, com pinos em latão e pino mosaico central, acabamento ao fosfato de manganês. Bainha em couro bovino confeccionada e costurada à mão.

Apreciem sem moderação e usem com o máximo de cuidado.

terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Karambit










Karambit

Da Wikipédia, a enciclopédia livre
karambit (Minangkabau : kurambik ou karambiak ) é uma faca curvada pequena do sudeste asiático que assemelha-se a uma garra. Conhecido como kerambit em seu nativo indonésio e malaio , é chamado karambit nas Filipinas e na maioria dos países ocidentais. 
Acredita-se que o karambit tenha se originado entre o povo Minangkabau deSumatra Ocidental, onde, segundo o folclore, foi inspirado pelas garras dosgrandes felinos . Como com a maioria das armas da região, foi originalmente um implemento agrícola projetado para rake raízes, colher tralha e planta de arroz . Como era weaponized, a lâmina ficou mais curvada para maximizar o potencial de corte. Através da rede comercial da Indonésia e do estreito contato com os países vizinhos , o karambit foi finalmente disperso através do que agora são o Camboja , Laos , Malásia , Mianmar , Tailândia e Filipinas . 
Culturalmente, o karambit era um sujeito de condescendência em Java por causa de sua história como uma arma do campesinato agrário, ao contrário da kesatria (classe guerreira ) que foram treinados no keraton ou palácio. Contas européias dizem que os soldados na Indonésia estavam armados com um kris na cintura ou nas costas e uma lança nas mãos, enquanto o kerambit foi usado como último recurso quando as outras armas do lutador foram perdidas na batalha. No entanto, era popular entre as mulheres que iria amarrar a arma em seus cabelos para ser usado em legítima defesa. Mesmo hoje, os praticantes do silat consideram-no uma arma feminina. Os renomados guerreiros Bugis de Sulawesi eram famosos por seu abraço do kerambit. Hoje é uma das armas principais do silat e é usado geralmente nas artes marciais filipinas também. 
Confeccionado com aço 1070, cabo em corian vermelho, tratamento ao fosfato de manganês, cabo removível com parafusos inoxidáveis, bainha em Kydex com 1,5 mm de espessura e ilhós em inox, para ser especificamente utilizada no pescoço.
Por enquanto, é isso. 

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Yellow

Vista superior


Lateral esquerda


Lateral direita


 Detalhe para apoiar o pelegar



Detalhe traseiro



Desbaste em hollow ground





Apoio para as costas











Em aço carbono 1070, têmpera seletiva, dois ciclos de revenimento, 55 mm de largura máxima, espessura máxima de 4,5 mm, comprimento total 420 mm (42 cm), encabamento em material sintético amarelo, 260 mm (26 cm) de área de fio, bainha e apoio confeccionados em couro bovino costurado à mão.
Apreciem sem moderação, porém, usem com cuidado.
Grato a todos.
Paulo Rossi

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Bowie Shell

Bowie Shell

Bainha em sola bovina, costurada manualmente, com insert em couro de caprino e atanado;



Detalhe da concha inferior




Em seu suporte, destaque para a concha na bainha, produzida manualmente;



Vista superior apresentando o contraste na coloração da madeira, belíssimo e raro, oriundo do corte transversal apresentando a concha superior da guarda em S;


Perfeito trabalho em filework em latão e, acima da assinatura a cavidade interna da concha.



Pomo alinhado



Suporte em louro freijó, roxinho e pau marfim com detalhe em chifre de cervo;



Detalhe para o fechamento do pomo;



Faca bowie, confeccionada em aço SAE 5160, pesando 748 gramas, lâmina longa com 300 mm de comprimento, largura máxima de 46 mm e espessura máxima de pouco mais que 7 mm, encabamento em jacarandá do cerrado em corte transversal apresentando coloração diferenciada, espaçadores em inox e latão (filework) com 140 mm de comprimento, incluindo a guarda, totalizando 440 mm (44 cm).
Confesso não ser um  trabalho fácil, trata-se mesmo de um desafio, muitos detalhes que, somente poderiam ser feitos à mão, portanto, uma composição complexa, com fixação e equilíbrio, o que a torna uma peça única, exclusiva.
Espero que todos apreciem sem moderação.